Cecília Gomes

Atriz profissional e jornalista formada pela PUC-Campinas. Atualmente integra o elenco de “Corpo Fora”, “A Bola e a Boneca” e “Cuidado que pega!” pela Cia. Tugudum. Participa também do grupo “…e Grande Elenco”, atuando no espetáculo GRIMpE e no curta-metragem A Ponte.

Pesquisou expressão corporal de atores com e sem deficiência na Cia. de Arte Intrusa e integrou o Núcleo de Estudos do Cômico do Laboratório do Ator. Estudou a dramaturgia do cômico com Luís Alberto de Abreu, direção teatral com Reinaldo Santiago, a arte do palhaço com Léris Colombaioni (Itália) e manipulação de objetos com Lily Curcio e Abel Saavedra (Argentina).

Participou do Grupo Tri-Ciclo e da Companhia de Teatro “…E Grande Elenco”, da qual foi fundadora, atriz e produtora. Atuou nas peças “Carapuça” (2005-2006), com concepção e direção de Isabel Francisco, “Ainda”, processo colaborativo sob direção de José Tonezzi (2004), “O Anel de Magalão” (2003), de Luis Alberto de Abreu e direção de José Tonezzi, “Kalonski” (1997-1999), de Hugo Fernandez e direção de Javier Cencig. Trabalhou na produção e divulgação de vários eventos culturais como a Mostra Internacional de Música Cênica (2006), realizada no SESC Ipiranga, o Rota de Fuga Festival Cênico (2004) e a Bienal do Esquisito (2001), ambos realizados na cidade de Campinas.

Participou como atriz nos curtas metragens produzidos pelo Núcleo de Cinema Experimental Tayó “Dubitare”, de Igor Capelatto, “Vaidade Feminia” e Alice, ambos de Carla Lopes e Andre Farias. Atuou no documentário sobre a História da Saúde Pública no Brasil, dirigido por Renato Tapajós.

Elaborou projetos premiados em editais públicos de cultura como FUNARTE e FICC – Fundos de Investimentos Culturais de Campinas.